fbpx
Grupo QG

BLOG

Sejam bem vindos ao blog do Instituto Grupo QG, aqui
você fica sempre atualizado sobre nossas novidades.

Os erros mais comuns ao se abrir uma franquia


erros ao abrir franquias

Conheça os maiores erros de quem abre uma franquia.

A franquia é um tipo de negócio que desperta bastante o interesse de muitos investidores, por ser um modelo com operações formatadas e testadas no mercado, o que faz com que estes queiram se aventurar na abertura de uma empresa desse segmento, acreditando que esta funcione sem a necessidade de sua intervenção e acompanhamento constante.

Porém, esta não é bem a realidade deste tipo de negócio. Assim como todo e qualquer tipo de empresa, as franquias também requerem de seus responsáveis muito esforço e dedicação para o alcance do sucesso, caso contrário, a mesma já inicia suas atividades fadada ao fechamento de suas portas em pouco tempo.

Além deste erro de pensamento, que, conforme relatamos, é mais comum do que se imagina, existem muitos outros que são cometidos, principalmente por empresários de primeira viagem, e que precisam ser verdadeiramente evitados, para que, dessa forma, a unidade franqueada se torne um case de sucesso em meio a tantas outras.

Se você está interessado em investir neste modelo de negócio, te convidamos a nos acompanhar ao longo de leitura deste texto, para saber quais são os erros mais comuns ao se abrir uma franquia e evitá-los em sua unidade.

Os principais erros cometidos ao se abrir uma franquia

De acordo com a Associação Brasileira de Franchising – ABF, a cada 100 franquias abertas em nosso país, uma média de quatro tem as suas atividades encerradas, após o primeiro ano de operação.

As razões que fazem com que isso aconteça são as mais diversas possíveis, no entanto, muitas delas podem ser evitadas, caso o franqueado adote uma postura de compromisso com a unidade que está sob sua responsabilidade.

Veja, a seguir, quais são os erros mais comuns cometidos por franqueados, quando estes se propõem a abrir uma franquia.

Dar pouca importância ao treinamento

A participação nos treinamentos oferecidos pela rede, ao franqueado e seus colaboradores, é de extrema importância, pois é a partir disso que ele entenderá como funciona a gestão operacional da franquia e o que precisa fazer no dia a dia para que a sua unidade tenha sucesso.

Porém, o que mais acontece são franqueados que dão pouca importância a este momento e acabam faltando, delegando a participação somente aos profissionais que vão atuar na franquia.

Por mais que a abertura da unidade exija mais dele, ou seja, a sua presença constante no estabelecimento, não participar dos treinamentos é um grande erro, já que a empresa estará sob o seu comando. Sendo assim, é necessário estar por dentro de todos os padrões estabelecidos pela franqueadora, para que haja um índice maior de assertividade na gestão do negócio.

Acreditar que a franquia vai crescer sem o seu acompanhamento

Conforme relatamos no começo do texto, é comum franqueados se ausentarem com frequência de seu novo negócio, por acreditarem que ele tem um formato já testado no mercado e, por este motivo, já consegue caminhar com as próprias pernas. Porém, é preciso ter em mente, que não existe engano maior que esse.

Principalmente no início das atividades da franquia, é preciso que o empreendedor esteja sempre presente, que ele entenda que, para que a sua unidade dê certo e alcance o sucesso, ele realmente precisará ser o primeiro a chegar e o último a sair, já que sem esforço e muita dedicação, negócio nenhum vai para frente.

Não contar com um capital de giro

Seguindo adiante com a lista de erros comuns cometidos no momento da abertura de uma franquia, o próximo sobre o qual vamos falar é aquele em que o franqueado não investe em uma reserva financeira, que lhe ajudará a dar continuidade ao seu negócio.

Muitos franqueados cometem este equívoco, ou seja, dão início às suas operações sem contar com um capital de giro, que vai contribuir para que ele arque com os custos de seu novo negócio por pelo menos 6 meses.

Neste contexto, o que geralmente acontece é que eles investem 100% do que possuem em caixa na compra de produtos, em possíveis obras que precisem ser realizadas no ponto comercial escolhido, na adaptação do negócio, e assim por diante, esquecendo-se de guardar até mesmo para emergências que venham a surgir no futuro.

Não dar atenção a este quesito pode custar caro ao franqueado. Sendo assim, é importante que você tenha um capital de giro guardado, para não sofrer com consequências negativas a médio prazo.

Deixar de dar atenção às vendas

Outro erro comum cometido por novos franqueados é deixar de dar atenção às vendas, principalmente no início do negócio. Muitos subestimam este processo constantemente e acabam, na verdade, delegando esta atividade a outras pessoas.

Acontece que fazer isso é muito grave, já que as vendas são primordiais para que o negócio se sustente, ou seja, são elas que vão permitir o pagamento de todos os custos dentro da franquia, bem como o devido retorno sobre o investimento realizado para a abertura da empresa.

Dessa forma, independentemente do tipo, do segmento e do tamanho da franquia, é fundamental que o franqueado se dedique às vendas, pois somente assim ele terá a oportunidade de acompanhar se o seu negócio está evoluindo ou não, podendo, com isso, tomar as providências necessárias, em caso negativo.

Escolher incorretamente o ponto comercial

Quando não se dá atenção à escolha correta do ponto comercial onde a franquia vai realizar suas operações, as consequências no futuro podem ser gravíssimas. Principalmente porque o investimento nas instalações deste tipo de negócio, se comparado a outros, é um tanto quanto mais elevado.

Neste sentido, é preciso que o franqueado faça uma escolha qualificada de ponto comercial, onde seja possível ele gerar boas vendas e obter o retorno sobre todo o investimento que realizou para a abertura da franquia.

O que os especialistas neste setor chamam de ponto comercial inadequado, são aqueles que não atraem clientes em quantidade suficiente, que faça com que o negócio seja estimulado e realmente aconteça. Assim, a partir do momento que esta realidade se configura, o que mais se costuma observar são franqueados questionando a rede sobre o mix de produtos e serviços que oferecem, alegando que os mesmos são ruins para o local escolhido.

No entanto, o que na verdade é ruim é o ponto mesmo, que não foi bem analisado e muito menos bem escolhido.

Sendo assim, é preciso dar a devida atenção a este quesito e avaliar bem o local, estudando, principalmente, o comportamento do consumidor ali, caso contrário, as chances de fechamento podem aumentar de forma significativa, já que, depois que abre as portas e é inaugurada, dificilmente a situação consegue ser contornada.

Tendo tudo isso em vista, o que você deve fazer é uma avaliação cautelosa do ponto, antes de assinar com a rede, para, dessa forma, evitar transtornos em um curto espaço de tempo.

Conforme dá para perceber, erros como estes devem e podem ser facilmente evitados. Basta que o franqueado fique atento, para não cair em possíveis armadilhas que venham a surgir em seu caminho. Fique de olho em cada um destes quesitos, tomando as atitudes adequadas com relação aos mesmos, e, com toda a certeza, desta forma, o sucesso será garantido dentro de sua franquia!

Se você curtiu este conteúdo, conte-nos nos comentários o que achou e lembre-se de compartilhá-lo também com seus amigos, para que eles não cometam esses erros.