fbpx
Grupo QG

BLOG

Sejam bem vindos ao blog do Instituto Grupo QG, aqui
você fica sempre atualizado sobre nossas novidades.

Fundo para propaganda – É necessário investir no Marketing de sua franquia


 

propaganda franquia

Uma franquia também deve ter seus devidos investimentos em marketing e propaganda

O mercado de franquias, assim como os demais modelos de negócios, tem suas particularidades e regras a serem seguidas, tanto por franqueadores, quanto por franqueados. A compreensão de cada uma das normas que envolvem o franchising é capaz de levar empresários e investidores ao sucesso que tanto almejam em suas trajetórias.

Por esta razão é que entender quais são seus principais direitos e deveres, bem como os custos e taxas com os quais precisam arcar é tão essencial, não só para se tornar um empresário e investidor bem-sucedido, mas também para evitar o surgimento de possíveis problemas no futuro.

Pensando nisso, no artigo de hoje, resolvemos falar sobre o fundo de propaganda, que é uma taxa que o franqueado precisa repassar ao franqueador e sobre a qual vamos falar mais nos próximos parágrafos. Continue conosco nessa leitura e confira!

O que é fundo de propaganda?

No universo das franquias, quando se fala em fundo de propaganda está-se fazendo referência ao valor que o franqueado repassa ao franqueador, que serve basicamente para realizar investimentos relacionados à ações de publicidade e marketing da marca em si, bem como dos produtos e serviços que a franquia comercializa e também do sistema que ela implementa no mercado.

Trata-se de uma taxa que, diferentemente dos royalties, não é exclusivamente da franqueadora, mas sim um valor administrado por ela. Isso quer dizer que o responsável pela franquia não pode simplesmente dar ao dinheiro a destinação que quiser, como se estivesse utilizando uma taxa relacionada aos royalties. O que ele faz com o fundo de propaganda é destiná-lo exatamente para o objetivo que citamos acima, ou seja, promover e fazer publicidade da rede.

De acordo com especialistas da área, o percentual arrecadado por mês gira em torno de 2% a 5% e deve ser retirado do faturamento mensal bruto da unidade franqueada.

Qual a finalidade do fundo de propaganda?

Como dissemos, a taxa que o franqueado paga de fundo de propaganda serve para que sejam realizados investimentos em estratégias de marketing em franquias, para ações institucionais, que visem promover a marca, os produtos, serviços e seu sistema, e também, caso seja necessário, para a contratação de agências de publicidade, para a manutenção de sites, redes sociais e assim por diante.

Caso os responsáveis pela franquia vejam a necessidade, o dinheiro pode ser utilizado para as demais finalidades que estejam relacionadas a marca, bem como ao seu sistema de franquia. Mas é importante enfatizar que o objetivo final sempre deve ser a melhoria da marca no mercado em que atua, devendo a destinação do dinheiro ser descrita em contrato, para que, dessa maneira, haja clareza para todas as partes envolvidas e não surjam problemas com relação a isso no futuro.

Outro ponto que é preciso ressaltar é que essa verba arrecadada vai diretamente para a formação de um fundo, que é utilizado para o investimento em campanhas e ações globais, em que todas as unidades franqueadas são beneficiadas e devidamente incluídas, ou seja, o dinheiro não pode ser utilizado para beneficiar uma ou outra franquia específica, mas sim a marca e a rede de uma forma geral.

Traduzindo: o fundo de propaganda serve para custear as estratégias de marketing em franquias, que se destinem a melhorar constantemente a imagem da marca e da rede como um todo no mercado.

Entre as ações nas quais é possível investir para aumentar o alcance da marca a nível nacional e potencializar a publicidade institucional da rede estão:

  • Elaboração de campanhas de divulgação da marca, seu conceito, produtos e serviços que comercializa;
  • Criação de materiais de apoio;
  • Criação de portfólios de produtos e serviços;
  • Cardápios;
  • Books de coleção de roupas;
  • Folders;
  • Banners promocionais;
  • Adesivos de vitrine e muitos outros.

O fundo de propaganda e a Lei de Franquias

Como você já sabe para que as franquias funcionem de maneira adequada em nosso país, franqueados e franqueadores precisam seguir o que a Lei de Franquias (No 8.955) determina. No que diz respeito ao fundo de propaganda não seria diferente, uma vez que a cobrança da taxa está contemplada nesta legislação e deve ser devidamente cumprida.

Ele está previsto no artigo 3º, inciso VIII,  alínea “c” da Lei e não determina um valor ou percentual específico a ser cobrado pelo fundo. A sua única determinação tem a ver com a necessidade do franqueador especificar de forma clara, de preferência em contrato, o que efetivamente o franqueado deverá pagar.

Além desta especificação, a lei determina também que os franqueados têm como direito a conferência, pelo menos uma vez por ano, da prestação de contas do que foi gasto pela franqueadora com campanhas publicitárias e estratégias de marketing em franquias.

São todas as marcas que cobram o fundo de propaganda?

Esta é uma dúvida bastante comum quando o assunto é o fundo de propaganda e a resposta é que na verdade não, nem todas as marcas se dedicam a cobrá-lo. A razão disso é que algumas redes franqueadoras têm o entendimento de que não compensa realizar a cobrança da taxa, já que, talvez, a verba seria abaixo do esperado, e o esforço para utilizá-la fosse muito maior.

Quando se trata de marcas novas, por exemplo, o que pode acontecer é elas aguardarem para realizar a cobrança somente após a abertura de um determinado número de unidades, tornando-se, assim, viável a contribuição para o fundo.

Outra coisa que acontece bastante também é a taxa ser embutida em outros tipos de cobranças, ou no valor cobrado na aquisição de mercadorias por parte do franqueado, quando a rede se trata de uma indústria, por exemplo, que também fornece os produtos.

A importância do marketing no mercado de franchising

Não só para as franquias, mas para todos os modelos de negócios existentes, o marketing tem verdadeira importância, já que, através dele, é possível definir a forma como os mais diversos tipos de empresas se posicionarão no mercado em que atuam, atraindo, com isso, os potenciais clientes para a marca.

Anúncios são realizados, promoções são lançadas, campanhas de novos produtos e serviços são feitas, tudo isso para que a rede ganhe cada vez mais visibilidade e, com isso, conquiste o segmento e se torne referência, ficando a frente de seus concorrentes.

No entanto, dentro do mercado de franchising, para que isso aconteça, é fundamental que todas as unidades que fazem parte da rede, não só se mobilizem, mas também se engajem e se adaptem, pois somente dessa maneira é possível padronizar a linguagem da marca e ter resultados positivos a partir das ações de marketing.

Assim, entende-se que um dos principais papéis e funções do marketing no mercado de franquias é tornar cada vez mais sólida a comunicação externa da marca de uma forma geral.

O papel de franqueados e franqueadores no marketing das franquias

Falando primeiro dos franqueados, por mais que a responsabilidade administrativa do fundo de propaganda seja da franqueadora, eles têm bastante poder de influência sobre a criação das estratégias de marketing e comunicação que serão elaboradas para a marca. Isso porque são eles que vivem em contato direto com os consumidores e passam a entender, no dia a dia, as necessidades e anseios destes, algo que é de extrema importância para que ações eficientes sejam definidas.

Assim, para que os franqueados tenham a oportunidade de falar sobre as vivências que têm em suas unidades, bem como sobre o comportamento do consumidor, o ideal é que se crie um conselho de franqueados, onde estes poderão influenciar diretamente na gestão do fundo ao lado da franqueadora.

Com isso, além de campanhas realmente eficientes serem criadas, que estejam de acordo com o cliente deseja, será possível também rever e adaptar constantemente a linguagem que a rede como um todo usa, tornando, assim, a comunicação externa cada vez mais padronizada.

Agora, no que diz respeito ao franqueador, além de arrecadar e administrar o fundo de propaganda, ele tem como papel escolher os profissionais de marketing, que ficarão responsáveis por elaborar as campanhas de rede como um todo. Para isso ele pode formar uma equipe interna de marketing ou contratar uma agência terceirizada.

Contar com a ajuda de profissionais especializados para este trabalho é essencial, uma vez que são justamente eles que têm o conhecimento necessário para definir as estratégias, bem como determinar as ferramentas de marketing mais assertivas, que estejam devidamente de acordo com o perfil da empresa, para que, assim, seja possível alcançar os objetivos determinados a partir de cada ação.

São eles que vão trabalhar lado a lado com o franqueador, para encontrar formas de tornar cada vez mais acentuados os diferenciais da marca aos olhos dos clientes. Sendo assim, o responsável por gerir a rede, de modo geral, deve fazer uma análise, com o objetivo de verificar se o seu negócio requer a contratação de uma equipe interna ou a terceirização para uma agência de marketing e propaganda, ou a atuação de ambas em conjunto.

Seja franqueado ou franqueador o ideal é também que ambos trabalhem lado a lado, debatendo o direcionamento que será dado aos investimentos em marketing, pois, a partir disso, as chances de se obter um retorno positivo é muito maior.

Dicas para um bom aproveitamento do fundo de propaganda

Se você deseja aproveitar melhor o fundo de propaganda da sua rede de franquias, aqui vão algumas dicas, que você, franqueador ou franqueado, pode colocar em prática a partir de agora:

Estatuto do Fundo de Propaganda

O primeiro passo é utilizar o Estatuto do Fundo de Propaganda, definido nele os direitos e deveres de franqueadores e franqueados. Com este documento, que deve ser devidamente disponibilizado ao franqueador, é possível definir e deixar claro o direcionamento do recurso arrecadado.

Comprometimento de franqueadores e franqueados

Outra forma de aproveitar melhor esta verba é contar com o comprometimento de franqueador e franqueado, não só na definição do investimento, mas também na identificação dos gaps de comunicação que a empresa possui, uma vez que, a partir disso, é possível elaborar campanhas mais assertivas, que eliminem estes problemas na raiz.

Além disso, a atuação em conjunto de ambos permite que se analise melhor os interesses e anseios do público de locais distintos, definindo, assim, ações nas localidades onde há uma necessidade maior de conquista de novos consumidores.

Neste caso, o que você, enquanto franqueador, pode fazer é ouvir o conselho de franqueados da sua empresa, pois, com isso, você estará pensando no bem maior da marca, já que este trabalho em conjunto os aproximará e fortalecerá a relação de confiança que deve existir entre franqueados e franqueadores, onde todos simplesmente saem beneficiados.

Investir em campanhas criativas

Por mais que se acredite que o dinheiro pode garantir que uma campanha seja totalmente bem-sucedida, é preciso além desta ideia e investir em campanhas e estratégias criativas, ousadas e inovadoras, que façam com que a marca se destaque em meio a um mercado cada vez mais competitivo, como é o que vivemos atualmente.

Mantenha-se antenado

Independentemente da sua posição, ou seja, de ser franqueado ou franqueador, o importante é que você esteja sempre ligado no que acontece no mercado em que a empresa atua, bem como fora dele.

Além disso, preste mais atenção às publicidades feitas em todos os meios de comunicação, buscando sempre pelo despertar da sua capacidade criativa e inovadora, já que é isso que vai contribuir para que você conheça melhor o seu público-alvo e aproveite o seu fundo de propaganda com assertividade e de maneira a trazer um bom retorno para todos os envolvidos em sua rede de franquias.

Gostou deste material? O que você achou destas dicas? Você já conhecia o fundo de propaganda? Como costuma investir o que arrecada em sua rede? Responda nos comentários e lembre-se de compartilhar este conteúdo em suas redes sociais, para que assim cada vez mais pessoas ampliem seus conhecimentos sobre o mundo das franquias.